25 de jul de 2007

Tão Somente

Senti, como ninguém sentiu
O teu corpo no meu corpo devagar
E amei como ninguem te amou,
Ninguém sonhou, esperou, viveu
Pra te amar
E você que não me entendeu
E os meus sonhos jogou todos pro ar
E não viu o que aconteceu
E eu esperando tão somente por te amar
Mas o sonho que você me deu
Foram tão bonitos e em tive a chance de dizer
Na te fiz saber que eu te amaria
Tão somente por um pouco da tua atenção
Te amei em cada dia da minha vida
E o meu mundo só girou ao meu redor
Sonhei com cada gesto, cada sorriso
E ainda hoje você é tudo o que eu preciso
E ainda hoje não esqueci
E ainda hoje não deixei
E ainda hoje, hoje e sempre te amarei

Nenhum comentário: