22 de mar de 2012

Curso de ADMINISTRAÇÃO TOTAL PARA CONCURSOS

Agora você vai aprender Administração para concursos definitivamente!!!

As matrículas já começaram!!! Agora você vai aprender Administração de verdade!!!
35 encontros (sextas/not e sábados/mat) à partir de 18/05, onde veremos Adm. de Materiais, RH, Adm. Financeira, Ética, Adm. Pública Gerencial, Marketing/Vend...
as/Atendimento, muitos exercícios, simuladão geral comentado e a inovação: REDAÇÃO DE TEMAS DE ADMINISTRAÇÃO.
A idéia é você não precisar de mais aulas depois desse curso! Matrículas limitadas a 100 alunos. Garanta sua vaga!

11 de mar de 2012

Técnico do Senado - 2012 - Adm. de Materiais - Caderno Branco

A ridícula prova de Técnicodo Senado... uma entidade que anuncia a aprovação do concurso e 2 dias depois a banca já anuncia o edital e o dia da prova... já é de se estranhar...
Depois, cobram cerca de R$ 200,00 por inscrição...
Aí, colocam 5 questões de Adm. de Materiais sendo que uma das questões é de Adm. Financeira... e questões fugindo totalmente do que normalmente as bancas cobram... eram questões de Adm. de Materiais ou de Matemática/Raciocínio Lógico???
Além disso, com questões que envolvem fórmulas, regras de três ou ainda com termos que nenhum livro de adm. de materiais utiliza, mas com sinônimos que apenas um administrador ou um estatístico saberia traduzir (dependendo do administrador ou do estatístico)...
E então apenas 1 única questão de Gestão de Pessoas, de um assunto da área que quase nunca cai... com termos que não são utilizados pelos livros de RH, e ainda por cima com um enunciado com erro de digitação não deixando claro ao candidato  que a questão estava pedindo...
Segue abaixo meus comentários, ajudando vocês a entrarem com seus recursos se for o caso...
Que a prova de nível superior não tenha sido esse verdadeiro terror de mal elaborada...
Boa sorte, e grande decepção com a tão ¨conceituada¨ FGV.... que ainda vai ter que repetir provas por candidatos terem conseguido fotografar durante o horário...
Banca ridícula, contratada por um governo ridículo, de um órgão podre e mais ridículo ainda (senado) - com letra minúscula mesmo!!!
FALTA DE RESPEITO COM CANDIDATOS QUE PAGARAM CARO PELA INSCRIÇÃO,SE PREPARARAM EM ESCOLAS, VIAJARAM DE OUTROS ESTADOS PARA FAZER A PROVA!!! O DINHEIRO DO POVO É CAPIM???


Técnico do Senado - 2012 - Adm. de Materiais - Caderno Branco



Por mais incrível que possa parecer, além da velocidade fora do comum entre a aprovação pelo Senado para a realização do concurso, lançamento do edital e marcação da prova, a banca ainda consegue usar referências de autores totalmente desconhecidos na composição das opções de respostas nesta questão, buscando sinônimos incomuns para os principais autores de referência em administração de materiais. A opção A está errada, pois ¨regressão simples¨ trata-se do outro nome do Método dos Mínimos Quadrados, que é quantitativo. A opção B está correta no sentido de interpretarmos a nomeclatura ¨analogia histórica¨, como sendo o método da Projeção que é considerar informações do passado para prevermos o futuro, sendo esta uma técnica qualitativa. A opção C está errada, pois ¨técnica de suavização¨, considerando como sendo o chamado Método da Suavização Exponencial é uma técnica quantitativa de previsão, com base na fórmula P = [(Ra x @) + (1 - @) x Pa], assim como a opção D, mesmo motivo que também deixa esta opção incorreta. E a opção E está totalmente errada, pois não existe ¨média móvel centrada¨mas sim Média Móvel Aritmética e a Média Móvel Ponderada.

Técnico do Senado - 2012 - Adm. de Materiais - Caderno Branco

Os critérios para a classificação ABC envolve número de itens, valores e importância. Separando os itens do enunciado, temosa os itens P9, P2, P6, P1 e P5 como itens C (menor preço – grande quantidade de itens); os itens P4, P8 e P10 como itens B (preço e quantidade intermediários) e os itens P3 e P7 como itens A (alto valor, menor quantidade). Sendo assim, a única opção correta é a opção B.

Técnico do Senado - 2012 - Adm. de Materiais - Caderno Branco

Mais uma vez a FGV cobrando o que tradicionalmente as bancas não cobram... a fórmula do lote econômico. Levando em consideração a fórmula Raiz Quadrada de 2BC / I, onde B é o custo de pedido, C é a demanda anual e I são os custos de armazenagem, temos: Raiz Quadrada de 2 x 40,00 x 4.000 / 2,00. Resolvendo a conta, encontramos o valor de 400 unidades como sendo o lote econômico, o que deixa a opção C como a correta.

Técnico do Senado - 2012 - Adm. de Materiais - Caderno Branco

Questão de raciocínio lógico e matemática ou questão de Adm. de Materiais? Se a tolerância é de 3% para cada item do estoque, será considerada correta a alternativa que apresentar as peças cujo desvio foi de no máximo 3%. Por simples regra de três, o candidato chegará a seguinte conclusão: Peça W tem desvio de 3,33%, Peça X tem desvio de 1,42%, Peça Y tem desvio de 4% e peça Z tem desvio de 2%. O que deixa então a opção D como única opção correta por ter as peças com menos de 3% de desvio.

Técnico do Senado - 2012 - Adm. de Materiais - Caderno Branco


Normalmente o cálculo de Custos Fixos, Custos Varíaveis e Ponto de Equilibrio sem envolvimento com estoques não é considerado questão de adm. de materiais e sim de adm. financeira/matemática financeira. Sendo assim, esta questão é passível de anulação, pois estas matérias não constam no edital
Para ponto de equilíbrio ser de administração de materiais, deveria envolver a relação custo x produção, o que não é o caso do enunciado. No entanto, vamos lá: Ponto de Equilibrio, pelo conceito financeiro equivale ao lucro variável. É a diferença entre o preço de venda unitário do produto e os custos e despesas variáveis por unidade do produto. Isto significa que, em cada unidade vendida, a empresa terá um determinado valor de lucro. Multiplicado pelo total das vendas, teremos a contribuição marginal total do produto para o lucro da empresa. Em outras palavras, Ponto de Equilíbrio significa o faturamento mínimo que a empresa tem que atingir para que não tenha prejuízo, mas que também não estará conquistando lucro neste ponto. Sendo assim, se os custos fixos são de R$ 50.000,00 e os custos variáveis chegam a 60% do preço de venda unitário de R$ 50,00, podemos dizer que os custos variáveis chegam a custar R$ 30,00 por unidade.
Para então respondermos esta questão, precisamos encontrar qual a quantidade de itens que quando vendidas conseguirão cobrir os custos e não produzirá lucro. Se trabalharmos com 1000 unidades (opção A) teremos uma venda de R$ 50.000, gerando prejuízo de R$ 30.000,00 pois só conseguiremos pagar os custos fixos. Se trabalharmos com 2000 unidades (opção B), teremos R$ 100.000 em vendas, onde pagaremos os R$ 50.000 de custos fixos, mas não conseguiremos pagar os R$ 60.000 de custos variáveis, gerando prejuízo de R$ 10.000,00. Se trabalharmos com 2500 unidades (opção C) teremos uma entrada financeira de R$ 125.000,00, onde pagaremos os custos fixos de R$ 50.000,00 e conseguiremos pagar também os R$ 75.000,00 de custos variáveis, sem sobrar um único centavo. Então, a opção C está correta.

Técnico do Senado - 2012 - Gestão de Pessoas - Caderno Branco



Questão passível de anulação por erro de digitação. O enunciado ficou confuso escrito da forma: ¨Não é um tipo de sistema de informação para nos níveis organizacionais de uma empresa o sistema de¨. Mas enfim, as bancas não revisam as digitações, e o concurseiro tem que interpretar mesmo assim, infelizmente.
A opção A coloca o Sistema de Processamento de Transações, que é uma referência ao processamento das transações realizada pelo sistema conhecido como monitor de transação ou servidor de transação em processsamento de dados. Como um exemplo de transação, pode-se considerar a transferência de fundos, uma operação bancária típica. Na verdade, esta operação é realizada em dois passos (pelo menos): o débito na conta de origem dos recursos e na sequência, o crédito na conta de destino. Se não existir uma transação envolvendo os dois passos e se a primeira operação ocorrer com sucesso e a segunda falhar, o montante de dinheiro sumirá. Portanto, em casos similares, se uma operação falhar as outras operações da mesma transação devem falhar também, garantindo que a operação seja realizada como um todo ou que falhe como um todo.
A opção B coloca o Sistemas de Informações Gerenciais (SIG´s) muito difundido na área de RH.
A opção C cita a avaliação de desempenho, que pode também funcionar como bancos de dados para informações em RH.
A opção D coloca o Sistema de Apoio à Decisão, que é uma classe de Sistemas de Informação ou Sistemas baseados em Conhecimento. Refere-se simplesmente a um modelo genérico de tomada de decisão que analisa um grande número de variáveis para que seja possível o posicionamento a uma determinada questão.
A opção E coloca o Sistema de Trabalhadores de Conhecimento, que são pessoas da organização com educação universitária em profissões reconhecidas cujo trabalho consiste em criar novos conhecimentos e informações.
Questão com opções de respostas confusas, mas pelo enunciado pedir qual NÃO é um sistema de informação ORGANIZACIONAL, considero como correta a opção E, por tratar-se de grupo específico de pessoas com funções específicas para suas prórpias atividades, me parecendo muito mais algo tático ou operacional do que estratégico (organizacional).

3 de mar de 2012

GDF anuncia suspensão de concursos e nomeações


Luciana Lima - Da Agência Brasil
Os gastos com pessoal do Distrito Federal (DF) no ano passado se aproximaram do limite imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal, fixado em 46,55% da receita corrente líquida. De acordo com informações do governo do DF, as despesas com a folha de pagamento atingiram 46,1% da receita, o que obrigou o governo a anunciar hoje as medidas de contenção.
Dentre as iniciativas estão o corte de 10% dos valores recebidos nos cargos de natureza política.
De acordo com nota divulgada pelo governo, os cortes atingem as funções de governador, vice-governador, secretários e administradores regionais.
Além dos cortes nos salários, o governo decidiu reduzir o número de cargos comissionados e a substituir algumas funções por serviços terceirizados. De acordo com a nota, pelo menos mil cargos comissionados serão cortados, podendo chegar a duas mil exonerações. Também estão suspensas as contratações de servidores até dezembro e os concursos públicos até maio desse ano.
De acordo com o governo, poderão ser contratados servidores somente para reposição em casos de aposentadorias e falecimento nas áreas de saúde, segurança e educação.
Outra medida anunciada pelo governo foi a de suspender a concessão de reajustes salariais neste ano e de suspender as horas extras em todas as áreas, com exceção da saúde e segurança pública. Mesmo nessas áreas consideradas prioritárias, o governo estabeleceu o limite de 50% das horas pagas em dezembro do ano passado. Com essa medida, o governo, que é comandado pelo governador Agnelo Queiroz (PT), espera economizar R$ 65 milhões neste ano.

MEU COMENTÁRIO: O Povo tem o governo que merece!!! Vota no PT de novo infeliz??? Ô governo SUJO!!! Vida de Gado, Povo Marcado, Povo Feliz!!!