4 de jul de 2007

Amarrados por Palavras

É, já é tempo de parar de pensar
De querer que meu sonho venha a acontecer
Que o sapato de cristal que encontrei
É mais um dos muitos que um dia eu não quis enxergar
Vai ver, tudo o que a gente conversou e deixou de conversar
Não passou de um diálogo entre surdos teimosos em querer se escutar
E por sermos duas cicatrizes ambulantes
E por pensar que a dor não ia mais voltar
Fizemos tudo que fizemos, nos olhamos, pedi pra sentar
Nos conhecemos sem saber aonde isso iria nos levar
Estivemos amarrados por palavras que diziam que o nosso amor ia durar
Só o que restou foram as estrelas que você não quis levar
Tudo o que colorimos juntos hoje é cinza
E as lembranças são incetas quando vêm
Na tentativa de alcançar acabamos
Por empurrar pra longe o que era céu

Nenhum comentário: