4 de jul de 2007

Casa 21

Tudo começou naquela casa, naquela rua
O número eu não vou dizer pra não comprometer
Fim de tarde, fim de semana, passei o dia lá na varanda
Gastei o domingo todo só pra te ver
Você naquele escort branco, com o radio quebrado ligado
E eu aqui, sintonizado em você
Ei menina, vem cá me dá uma chance
Tudo o que eu quero é um romance
Aposto tudo nesse lance
Se a vida é um jogo
Essa é a chance
Já te escrevi, te visitei, já te liguei
Aquele seu namorado parece um rei
Pode crer, a nossa realidade a gente cria a cada instante
O que é nem sempre foi
E o que não foi pode vir a ser
Eu faço tudo por você
Ei menina, vem cá me dá uma chance
Tudo o que eu quero é um romance
Aposto tudo nesse lance
Se a vida é um jogo
Essa é a chance
Se há muitas pedras no caminho
Há mais estrelas lá no céu
Se a sua rosa tem espinhos
Meu sangue é doce como mel

Nenhum comentário: