14 de jul de 2012

Por que sou professor? *


Encontrei-me imaginando se algum dia os professores seriam substituídos por máquinas, ou se perderiam seus lugares porque as pessoas seriam capazes de comprar conhecimento em um estabelecimento, como se compra arroz e feijão. Seria algo do tipo, “Me vê uma dose de capacitação em Administração Pública - RH - Adm. de Materiais, por favor!”, e pronto estou habilitado e capacitado sem muitos esforços para desenvolver e responder questões em provas de Adm. Pública e congêneres. Talvez as coisas não se tornem tão simples assim, mas quem sabe, seja possível se submeter a uma cirurgia e implantar conhecimento diretamente em alguma região do cérebro responsável pela retenção do conhecimento.
Tudo bem, talvez nada disso aconteça e os professores existam por toda a eternidade em sua árdua missão de transmitir conhecimento e extrair de cada aluno o seu melhor, contudo, não é por este motivo que me tornei professor. Embora sempre apreciei meus professores e gostei de transmitir as coisas que sei, tenho que admitir que tive uma boa oportunidade e a agarrei. Digo ainda que esta não foi a única opção que tive, por isso, ser professor foi também uma escolha.
O fato de ser jovem pesa como um fator positivo e negativo. A juventude é revolucionária, é forte, é enérgica e por isso digo que ser jovem me impulsiona a ser bom, a querer maximizar o aprendizado dos meus alunos, de ser legal e diferente. Mas ao mesmo tempo, a juventude me torna inexperiente, um pouco rebelde e com pressa. O bom é que a soma final de ser jovem, deve ser mesmo assim, positiva.
Então vamos lá… Sou professor porque quero envelhecer ao lado de pessoas jovens, quero fazer novos amigos a cada edital, quero ajudar as pessoas a conquistarem seus objetivos, quero transmitir o que sei. Sou professor porque acredito que uma pessoa pode mudar sua vida através do conhecimento, porque é motivador ver o brilho do entendimento brilhar no olhar de uma pessoa. Sou professor porque gosto de ensinar e de aprender, gosto de estudar, gosto de me superar. Sou professor porque não gosto de rotina, porque gosto de pesquisa, porque quero me superar todos os dias.
Engraçado como as coisas mudam... já passei em frente a algumas escolas e na época eu dizia: - Eu ainda vou dar aula aqui!!! Hoje, não tenho mais essa ilusão pelo local, mas sim o encantamento pelas pessoas... O amadurecimento profissional hoje me faz ver alguém e dizer: - Ainda vou poder te ajudar!!!
Mesmo porque o local pouco importa... bons alunos vão atrás de bons professores, onde quer que eles estejam... apenas alunos novatos ainda se encantam por locais... isso só até a próxima prova, depois procuram professores, pois aí começam a ter referências pra comparar que nem sempre a aula mais engraçada é a que mais aprova... Nenhuma escola aprova... professores aprovam!
Não posso negar que o jogo de vaidades é foda! Professores querem te pisar, não querem que você ocupe o espaço que eles julgam ser só deles. Não posso negar que em alguns momentos também me senti assim. Que bom que a maturidade faz você enxergar de outra forma... Hoje não me importo em dividir espaços, mas não admito dividir/perder espaço com quem mal sabe o que explica e não é preparado nem academicamente, nem com experiência e nem tão pouco tem a entrega e o mesmo amor pelo que eu faço... Me incomoda muito escolas que colocam profissionais fracos apenas por que querem economizar, pagando valores menores a esses professores, e com isso não contribuindo com a tão sonhada vaga que muitos se sacrificam para conquistar.
Não admito ver por exemplo um aluno de idade avançada que hoje tenho em uma determinada escola, onde o mesmo precisa vender balinhas e doces em parada de ônibus para pagar pelo seu curso e ele ter aulas com professores que mal sabem o que estão explicando, só porque são mais baratos... E eu ali, disponível, querendo trabalhar e contribuir... Ingratidão é foda!!!
Mas como vale a pena depois de uma prova receber um simples e-mail dizendo: - Prof, o que você explicou caiu na prova do mesmo jeito e acertei a questão!!!
Como é bom saber que meus materiais e apostilas chegam nas mãos de pessoas que não conheço e nem vou conhecer, mas que contribuem para seu estudo e aprovação.
Fiz este texto primeiramente para encontrar meus motivos e torná-los claros para mim mesmo. Tenho me dedicado para melhorar minhas aulas, tenho buscado entender melhor meus alunos, encontrar meios para mostrar para os alunos que o conteúdo pode ser entendido. Busco ser melhor porque não quero ser apenas mais um professor, quero ser um bom professor e deste modo vou tentando fazer a minha parte.
Ainda não sou o melhor no que faço, e nunca serei... sempre terei que melhorar. Acredito no Kaizen e na Melhoria Contínua e Qualidade Total...rs. Mas até hoje ainda não encontrei quem ama mais o que faz do que eu mesmo... Obrigado Deus, por hoje ter 2 profissões ao mesmo tempo e que tanto amo: Administrador e Professor!!!
Contudo agora é a minha vez, e você porque é aluno?
*adaptado de Rivolli

Um comentário:

Anônimo disse...

Gosto muito de suas aulas, consigo fixar bem o que você transmite, percebo como você tem satisfação no que faz e isso reflete pois é bem notório. Estou fazendo o curso de Administração Total por dois motivos; para revisão e atualização e para prestar concurso. Desejo que você permaneça assim pois muitas pessoas irão se benefiar, tenha um bom dia...