8 de ago de 2012

Nesta noite, uma aluna postou no meu facebook:

Refleti antes de respondê-la, e decidi publicar aqui no meu blog a minha resposta/indignação:


Obrigado Nat... a questão nem é a de levar ou não cursos de qualidade para Taguatinga. O Curso Santos Dumont por exemplo abriu-me as portas com o meu curso de Adm. Total à partir de setembro. O problema são outras escolas, como aquela em que você me conheceu, que tem optado por colocar professores menos experientes em suas grades para economizarem. 
Reconheço que novos talentos devem surgir, sempre fui um multiplicador de pessoas em todas as empresas que trabalhei... no entanto, quando um aluno paga uma matrícula para estudar para concursos, ele quer garantir sua aprovação.
Creio que sala-de-aula de concursos, com cursos tão rápidos e intensos, jamais poderia ser um laboratório de testes para professores que copiam os materiais dos outros, vendem apostilas com questões comentadas que eu posto gratuitamente para os meus alunos, ou ainda professores que não são formados na área ou não tem experiência em concursos. 
Também sou professor de faculdade e sei o quanto é diferente dar aula em faculdade e dar aula pra concursos. Se os alunos questionassem a formação dos professores, ou em quantos concursos já foram APROVADOS (tem muitos que falam de suas classificações, quero ver APROVAÇÃO)... se os alunos exigissem determinados professores antes de fazerem suas matrículas, seria diferente. 
O problema é quando a escola justifica pro aluno dizendo que o professor que não tinha disponibilidade... dá vontade de rir, ou de chorar com isso. Geralmente mandamos nossas disponibilidades com muitas semanas ou no meu caso até com meses de antecedência. 
Mas o aluno novato também não conhece os professores, não tem referência... Só depois de um tempo, de tantas provas sem ser aprovado ou bem classificado, é que perceberá que parte da responsabilidade estava nas mãos do professor que não soube contextualizar, e aí passam a não procurar mais as escolas, e sim os bons professores. 
Parece que pra algumas escolas, quando o professor tem uma boa didática, experiência, formação na área com MBA e mestrado na própria área em que dá aulas, aprovado em vários concursos dentro do número de vagas, autor de livros e apostilas, fica muito caro pra eles... eu me pergunto: o que é mais caro: pagar um preço justo por uma prestação de serviços de qualidade, ou perderem alunos???
Enquanto isso, você poderá me encontrar no Grancursos SIG-CEI-TAG-ASA NORTE-GAMA-PALMAS-GOIÂNIA (turmas regulares de edital), Procursos Asa Sul (turmas regulares de edital, cursos por matéria e em vídeo-aulas), Questão de Concurso Asa Sul (
cursos por matéria, turmas regulares de edital, aulões de exercícios), Santos Dumont TAG (cursos por matéria), Estudio Aulas (video-aulas), esporadicamente no Alto Nível e no Impacto, e ainda no Alub (poucas turmas méritus).
Abraço
Wendell Léo

Nenhum comentário: