25 de jan de 2011

Brasileiro: Povo Marcado, Vida de Gado, Povo Feliz!!! (e mané!!!)

Vivo comentando com meus alunos sobre como o povo brasileiro é submisso, idiota e retardado no aspecto de não reclamar das injustiças e aceitar tudo como se fosse normal.

Realmente a música do Zé Ramalho é coerante: Êêêêê Ôôôôô vida de gado... povo marcado, povo feliz!!!

Vejam abaixo o que o povo chileno fez por revolta com o aumento do preço da gasolina em 16,8%.
Tá certo que o manifestação levou à morte injustificável de 2 pessoas... no entanto não é a esse fator que quero me apegar, mas sim ao fato de que o país parou simplesmente porque o governo aumento o preço da gasolina!!!

E aqui? Como aqui é um blog e posso falar exatamente o que penso, aqui o povo parece gostar de dar a bunda para as injustiças... o povo covarde, sem liderança coerente e medroso de perder o que acha que tem... mas nada tem!

Duas mulheres mortas e um menor de idade ferido quando um caminhão se chocou com uma barricada, marcaram o início, esta madrugada, da greve promovida pela comunidade da região de Magallanes, no extremo sul do Chile, que protesta a alta de 16,8% no preço do combustível.
Na madrugada desta quarta-feira, habitantes do local começaram a sair as ruas e reunir-se na praça da cidade, realizando também um "panelaço", enquanto centenas de veículos transitavam em caravana buzinando.
Os sinos das igrejas e paróquias de Punta Arenas - capital da região, que fica 2 mil quilômetros ao sul de Santiago - se somaram ao protesto, tocando pelo fracasso nas negociações entre o governo e os representantes locais.
Caminhoneiros e condutores de carros fizeram como prometido no último domingo e fecharam a Rota 9, bloqueando o acesso à região pelo norte.
No aeroporto de Santiago havia uma grande confusão após o cancelamento do primeiro vôo de avião da Sky Airline, que partia rumo a Punta Arenas. A companhia aérea Lan, no entanto, manteve seus voos em dia.
Essas manifestações acontecem após o fracasso nas negociações pelo preço do gás, que duraram mais de 6 horas, onde participaram o subsecretário do Interior, o governador da região e os prefeitos de Punta Arenas e Puerto Natales. As prefeituras amanheceram com as portas fechadas ao público.
Habitantes de Magallanes advertiram neste domingo que iniciariam na quarta-feira uma greve de duração indeterminada, além do bloqueio de rotas e acesso ao aeroporto regional, caso o governo não revertesse à alta do preço do combustível decretada na região.
A região é considerada a entrada para a Antártica, onde predominam ventos gelados e baixas temperaturas durante todo ano, tendo como média de 5 graus Celsius.

Nenhum comentário: