26 de jun de 2007

Fases

Permaneço em uma fase que parece eterna.
Onde o eterno não mais existe.
O que antes pra mim era em excesso, hoje me é escasso;
E o pouco que me resta, parece-me impossível...
Talvez nem o seja, mas seria tão difícil que não me arriscaria a tamanha façanha outra vez.
Esta angustia que sinto, impede-me de continuar...
...E me obriga segurar-me até em abstratos mesmo sabendo que não conseguirei manter-me firme durante muito tempo.
Estou em um labirinto, cuja saída, somente o vento me levará.
O desafio mais uma vez me foi lançado, e não quero andar em circulos.
Seguirei uma nova trilha, tantas vezes criada, e nunca percorrida.
Chegou minha hora;
De quebra, a razão...
Vejo meu progresso...

Nenhum comentário: